Seguidores

domingo, 29 de julho de 2012

AMANDO-TE


AMANDO-TE

Desde quando tu esperas pelo tempo!
Esse que nunca voltará...
E perdemos a oportunidade mágica!
Unindo-nos em um só corpo,
Almas a se amarem sem fim.

A espera dos teus afagos, beijos,
Fico entre suspiros e sonhos
Envolvida numa canção; aquela!
Que me faz lembrar-se de ti.

Busco-te em cada olhar, sorrisos,
Em pensamentos que se perdem
Nesse infinito tempo...
Na ânsia de tua chegada.

Mulher, menina, porém amante,
Perdida de amores, apaixonada,
Deseja-te como parceiro, homem
Mas, acima de tudo seu amor.

Sonia Marinho

Um comentário:

  1. Há sempre muita sensibilidade em seus versos. Parabéns poetisa!

    ResponderExcluir