Seguidores

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

EMOCÕES


EMOCÕES

Mesmo que a tristeza te visite,
Existe um olhar a te vislumbrar.
Um sentimento mesmo que invisível
Derramando como o mel a te lambuzar.

Renascendo a alegria sem dissabores
Um homem, uma mulher a se amarem.
Unidos em almas em seus afoites.
Perdidos nos sonhos a se explorarem.

Nada que te aconteça matará tua emoção
Fitados em olhares, penetrantes, vibrantes.
Algo mais profundo abrindo teu coração.
Num realce feito um sol irradiante.

Sonia Marinho

5 comentários:

  1. Meus aplausos Poeta! Belíssimos versos e um perfume de poesias maravilhoso!

    Beijos ternos!

    ResponderExcluir
  2. Que perfeição... Lindo demais este poema, Sonia. Aplausos!!!

    ResponderExcluir
  3. Obrigada poeta amigo. Ando um pouco afastada do blog, mss agradeço sua visita.

    ResponderExcluir
  4. Obrigada poeta amigo. Ando um pouco afastada do blog, mss agradeço sua visita.

    ResponderExcluir
  5. A leitura de Emoções, muito me emocionou, Sonia. É um fluir radiante de lirismo que abre realmente o coração para novas descobertas pelas vinhas do amor em seu apogeu maior. Parabéns, querida amiga, inclusive, por esse maravilhoso blog. Um abraço com carinho e admiração.

    ResponderExcluir